Em um feriado de quinta-feira que não tínhamos muitos planos, decidimos fazer um bate-volta em uma cidade da região. Estava na minha lista e na lista do André fazer rapel, e em uma pesquisa rápida decidimos passar o dia em São Francisco Xavier onde poderíamos fazer tirolesa também.

Na verdade, antes de decidirmos por essas duas atividades estávamos buscando um lugar aqui por perto do Vale do Paraíba pra poder andar a cavalo, e como não encontramos fomos para o plano B que também era um super plano.

NOTA: Ainda não encontramos um lugar para andar a cavalo, então se você tiver alguma dica por favor nos escreva ~ 🙂

Pesquisamos no nosso amigo Google e encontramos um hotel que fornece essas atividades, reservamos, e fomos para lá. Ao chegarmos fomos no hotel buscar as informações e fomos muito bem recebidos. Como chegamos um pouco mais cedo ficamos lá na recepção do hotel sentados no sofá esperando. Nesse momento apareceu uma senhora super simpática que trabalha no hotel nos perguntamos o que iríamos fazer durante o dia, contamos do rapel, e ela perguntou se não estávamos hospedados lá e dissemos que não dessa vez, mas que gostamos muito do lugar. Foi nesse momento que ela se transformou e lançou um olhar de desprezo e nós nos sentimos as pessoas mais pobres do mundo por não estarmos hospedados lá haha

DCIM101GOPRO Processed with Snapseed.
Vista da montanha próximo onde fizemos tirolesa

Já tinha dado o horário de ir para a tirolesa e seguimos o nosso passeio, no começo com um friozinho na barriga, mas a equipe do rapel que é formado por uma família (pai, mãe e filho) foram super atenciosos e nos deram muita segurança. O André como é um cavalheiro foi primeiro e eu em seguida, levamos várias câmeras e quando era a vez dele descer eu filmava e vice-versa.

Na segunda descida do André eu estava filmando, e era uma decida a princípio leve e logo em seguida ficava bastante inclinada e ele desaparecia por traz das pedras, era somente até esse ponto que se tinha visão. Eu estava filmando quase entediada porque estava devagar, e quando ele estava para sumir debaixo das pedras eu pensei em desligar a câmera…quando de repente ele caiu pra trás! Não conseguimos colocar o vídeo aqui ainda, mas da pra me ouvir engasgando de susto na hora que ele cai kkkk

 

img_0287
André fazendo rapel

 

Mas ele estava bem preso nas cordas e com uma equipe do rapel do lado pra ajudar. Pode ter sido a elasticidade da corda ou até mesmo a posição que fez ele cair, mas no final deu tudo certo. Só um susto engraçado.

Terminado o rapel fomos de picape para o alto da montanha onde faríamos as duas tirolesas. Uma delas tinha alguns segundos a 70km/hora. É uma sensação incrível de sentir que esta voando e nós recomendamos muito as duas atividades. A foto de capa do blog é de quando estávamos na picape fazendo vídeos e curtindo a paisagem.

tirolesa.png
Eu no final da primeira tirolesa

Depois que finalizamos as duas atividades voltamos para o hotel, e cogitamos almoçar mas achamos muito caro R$70,00 por pessoa, então decidimos ir para a cidade buscar algum lugar simpático para almoçar. Perto da praça do centro (toda cidade pequena tem uma) encontramos um restaurante do jeito que queríamos e almoçamos uma comida caseira super gostosa e leve.

LOCAL PARA FAZER TIROLESA E RAPEL

-Esse é o site, só ligar lá e agendar o dia e horário: http://www.portaldoequilibrium.com.br/press.php

QUANTO CUSTA A TIROLESA E RAPEL

-Pagamos R$70,00 por pessoa e por atividade. Isso em Maio/16.

 

(May Carvalho)

 

Anúncios